quarta-feira, 16 de março de 2011

APRECIAÇÃO SOBRE O NOVO LIVRO DE GINETTA CALLIARI




Acabo de ler a profunda, singela e doce obra "GINETTA - FATOS QUE AINDA NÃO CONTEI", na qual a própria protagonista relata, no estilo autobiografia, fatos que merecem ser conhecidos por aqueles que com ela conviveram e também por tantos que sequer a conheceram.
Primeiro, sugiro a todos que com ela conviveram que venham saborear fatos e episódios do cotidiano da infância, adolescência e da vida adulta de Ginetta, os quais demonstram que, muito além do temperamento e das características pessoais de cada um, há um forte apelo que Deus nos faz em dado momento da vida, ocasião em que tudo passa a ser secundário. Basta a Sua vontade. É o decisivo "vem e segue-me" que, de certa forma, Ele dirige a cada ser humano; é preciso, no entanto, ter a sensibilidade para ouvi-Lo, e, seguindo-o, encontrar a felicidade nesta vida. Felicidade que, aliás, a própria Ginetta relata a sua ansiosa busca e como a encontrou.
Para aqueles que não conheceram Ginetta, indico igualmente a leitura da obra, pois, num mar de situações que poderiam parecer a mera rotina do cotidiano, descobre-se Deus que intervém na história dos homens de boa vontade. Descobre-se, acima de tudo, que a vida é simples, e na sua simplicidade e essencialidade Deus se revela como Amor, e, segui-Lo, significa reproduzir a intensidade desse Amor em relacionamentos fraternos, a grandiosidade dessa obra-prima que é o homem, o esplendor e a oportunidade única que é "viver", a maravilha incomparável que é o mundo, a criação, a criatura..
Um agradecimento fica, por justiça, à organizadora da obra, Sandra Ferreira Ribeiro, que soube compilar com equilíbrio, harmonia, articulação e sentido humano-divino, os escritos deixados como testamento por Ginetta Calliari.
Munir Cury

Nenhum comentário:

Postar um comentário