sábado, 25 de setembro de 2010

A primeira Capela de Chiara Luce


Sorocaba será, certamente, a primeira cidade do mundo a ter uma capela dedicada à Bem-Aventurada Chiara ´Luce´ Badano, uma jovem italiana de Sassello, que faleceu a 7 de outubro de 1990, aos 18 anos de idade, vítima de câncer nos ossos, e que será beatificada neste sábado (25), em Roma, pela Igreja. Será no Hospital do Câncer Infantil “Sarina Rolim Caracante”, que presentemente passa por uma série de obras de reforma e ampliação, para adaptá-lo ás exigências do Ministério da Saúde e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A informação foi comunicada ontem, por coincidência na véspera da beatificação, ao arcebispo metropolitano de Sorocaba, dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, que pela manhã foi recebido pela diretoria do GPACI (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil), mantenedor do Hospital, na sequência da visita pastoral que realiza neste final de semana à Paróquia de São Lucas, do bairro do Vergueiro. Como adiantou a vice-presidente do GPACI, Maria Lúcia Neiva de Lima, exibindo inclusive os projetos arquitetônicos, serão duas as capelas de que o Hospital disporá uma ecumênica e esta outra dedicada à Beata Chiara Luce.

Dom Eduardo Benes recebeu visivelmente emocionado a notícia, ele que se encantou com o testemunho de vida e com a fortaleza espiritual em meio ao sofrimento da jovem italiana, desde que pouco de um mês atrás tomou conhecimento de sua história ao entrevistar jovens ligados ao Movimento dos Focolares sobre ela e sobre sua beatificação para o programa semanal de entrevistas que mantém na TV Canção Nova, chamado “Igreja no Novo Milênio” e que vai ao ar às segundas-feiras, às 18h35.


O presidente do GPACI, o jornalista e professor Carlos Camargo Costa, enumerou, por sua vez, algumas das razões que levaram sua diretoria a escolher Chiara Luce como patrona da Capela que está surgindo no Hospital, destacando o fato de ser uma jovem que servirá de modelo para outros adolescentes e crianças em tratamento de câncer ali para enfrentarem a doença alicerçados no amor de Deus. Também para os pais e familiares – acrescentou Carlinhos Camargo Costa – Chiara Luce será modelo de consolação. Aliás, antes de fechar os olhos para a vida terrena as últimas palavras que disse a sua mãe foram “Seja feliz, porque eu também sou”.

A capela deverá ser inaugurada em dezembro, por ocasião da tradicional missa que o arcebispo de Sorocaba preside no GPACI às vésperas do Natal, adiantou o médico dr. Fábio Bernardes, que junto com outros médicos do corpo clínico do Hospital e com o provedor da Santa Casa de Misericórdia, José Antônio Fassiaben, parceiro da entidade de tratamento de câncer infantil, também acompanharam a visita pastoral.

Zé Benedito

Nenhum comentário:

Postar um comentário