sexta-feira, 30 de julho de 2010

Jovem do Movimento dos Focolares será beatificada em setembro



Trata-se de Chiara Badano, falecida em 1990

ROMA, segunda-feira, 22 de março de 2010 (ZENIT.org).- Chiara Badano, uma jovem italiana que morreu há 20 anos e foi membro do Movimento dos Focolares, será beatificada no dia 25 de setembro, às 16h.

Este foi o anúncio da diocese de Acqui, situada na região de Piemonte, ao norte da Itália, através de Dom Pier Giorgio Micchiardi.

A cerimônia será realizada no santuário Divino Amore de Roma. Será presidida por Dom Angelo Amato, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, em representação do Papa Bento XVI.

Depois, às 20h30, na Sala Paulo VI, os jovens do Movimento dos Focolares comemorarão a beatificação de Badano. No domingo, dia 26 de setembro, na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, será celebrada uma Missa de ação de graças, presidida pelo cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado vaticano.

Deus é Amor

Esperada durante 11 anos pelos seus pais, Chiara nasceu em Sassello, ao norte da Itália, em 29 de outubro de 1971. Desde muito pequena, mostrou um profundo amor a Deus.

Aos nove anos, tomou conhecimento do Movimento dos Focolares, ao participar com seus pais, em Roma, da Family Fest, um encontro mundial organizado por esta realidade eclesial que teria futuramente um impacto decisivo para os três membros da família.

A jovem era extremamente ativa no Movimento Gen (Geração Nova), dos Focolares, onde descobriu que Deus é Amor.

Ela gostava de esportes, dança e canto. Aos 16 anos, decidiu consagrar-se a Deus.

A prova

Ela tinha 17 anos quando sentiu uma forte dor nas costas durante uma partida de tênis. Logo nos primeiros exames, os médicos se deram conta que se tratava de câncer nos ossos.

Com o passar do tempo, as hospitalizações tornaram-se mais frequentes e os tratamentos, cada vez mais dolorosos. Depois de cada “surpresa” dolorosa, Chiara repetia: “Por ti, Jesus. Se Tu queres, eu também quero!”.

Depois, uma das provas mais duras chegaria: Chiara não conseguia mais movimentar as pernas. Uma dolorosa operação não ajudou em nada. A dor era imensa. Disse a uma de suas amigas: “Se eu tivesse de escolher entre caminhar ou ir ao Paraíso, não teria dúvida, escolheria o Paraíso. Agora, somente isso me interessa”.

Chiara “Luz”

Sua íntima relação com Chiara Lubich, fundadora dos Focolares (falecida em março de 2008), que a chamava de “Luz” (Chiara Luce), foi-se tornando cada vez mais intensa.

Quando, no verão de 1990, os médicos decidiram interromper os tratamentos, devido à incurável doença, no dia 19 de julho, a jovem informou Chiara Lubich com as seguintes palavras: “A medicina depôs as armas. Ao interromper os tratamentos, as dores na coluna aumentaram, quase não consigo me mexer. Sinto-me tão pequena e o caminho que devo percorrer é tão duro... Frequentemente tenho a impressão de que sou sufocada pela dor. É o esposo que sai ao meu encontro, não é mesmo? Sim, eu também repito com você: ‘Se Tu queres, eu também quero’... Com você, tenho certeza de que junto a Ele conquistaremos o mundo!”.

Chiara Lubich lhe respondeu: “Não tenha medo, Chiara, de dizer-lhe ‘sim’, repetidamente. Ele lhe dará forças, tenha certeza disso. Eu também rezo por isso e sempre estou com você. Deus a ama intensamente e quer penetrar na intimidade da sua alma, fazer que você experimente gotas do céu. ‘Chiara Luz’ é o nome que pensei para você. Gosta? É a luz do Ideal que conquista o mundo”.

Chiara faleceu no dia 7 de outubro de 1990. Ela havia preparado tudo: os cânticos do seu funeral, as flores, o penteado, o vestido – branco, de casamento. As últimas palavras que dirigiu à sua mãe foram: “Seja feliz, eu sou!”. Cerca de 2 mil pessoas participaram do funeral.

Quando seu pai perguntou-lhe se ela queria doar as córneas dos olhos, respondeu com um sorriso de aprovação.

A causa da beatificação foi aberta em 1990 e o milagre reconhecido deu-se na cidade italiana de Trieste. O decreto sobre este milagre foi promulgado no último dia 19 de dezembro, pela Congregação para as Causas dos Santos.

Trata-se da cura imprevista de um menino afetado por uma grave forma de meningite fulminante. Os médicos haviam lhe dado 48 horas de vida.

O bispo de Acqui garantiu que o testemunho de Chiara Badano “é significativo, em particular para os jovens. A santidade é necessária também hoje. (...) É preciso ajudar os jovens a encontrarem uma orientação, um objetivo, a superarem as inseguranças e a solidão, os enigmas frente aos fracassos, à dor, à morte e a todas as inquietudes”.

“É surpreendente – acrescentou Dom Micchiardi – este testemunho de fé, de fortaleza por parte de uma jovem de hoje. Ele comove e determina muitas pessoas a mudarem de vida”, concluiu.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Notícias da Mariápolis Ginetta


FAMILIA FOCOLARE EM MISSÃO: “Estamos no momento em Rio Branco (Acre), onde nos encontramos com as famílias e com a comunidade. Estivemos também em Manaus onde nos encontramos com Famílias Novas e foi um momento de Deus, de intensa comunhão, onde pudemos contar a nossa história Ideal.

Também com os Gen foi um momento muito precioso, estabelecemos relacionamentos fraternos e profundos. Agradecemos a Deus a oportunidade desta viagem rica tanto pela Sua presença quanto pelos relacionamentos que temos mantido. É a confirmação de que somos 'a família de Chiara' onde quer que estejamos. Está sendo uma experiência de Deus em nossas vidas e queremos continuar sendo Seus instrumentos na difusão do Ideal. Se desejar nos acompanhar nessa viagem, acesse o blog: http://projetoamazoniafocolare.blogspot.com (Munir e Afife).


FESTA JULINA NA MARIÁPOLIS: Na Mariápolis haverá, no pátio atrás do prédio do Espelho, uma festa julina para festejaremos a passagem dos jovens do projeto Glocalcity. O traje típico fica por conta da criatividade de cada um. Teremos fogueira, fogos, quadrilha e muita animação. Todos são convidados. Traga um prato de comida típica para a ocasião. Será na próxima quarta feira, dia 28.07, com início para as 20h00

Fortalecendo as Pontes do Diálogo: “De agora em diante gostaria de me tornar também a ponte que une budistas e cristãos e buscarmos juntos a concretização da paz no Brasil e no mundo.

Segundo Emaús, “O Focolare e a Rissho Kossei-kai possuem vários pontos em comum. Portanto, “Dentro destes pontos em comum, nós nos encontramos, compartilhamos o mesmo sentimento, nos conhecemos uns aos outros, respeitamos, amamos e conseguimos nos unir”. Disse ela em Tóquio na sede da RKK”.

O Rev. Nagashima revelou ainda que ficou profundamente tocado por estas palavras e compreendeu que “Nós poderemos nos tornar uma ponte que une budistas e cristãos”.


UMA IDEIA CRIATIVA: Foi assim que um jovem Colombiano, definiu a iniciativa, referindo-se ao Bar S.O.S Nordeste que, animadamente, recolheu mais de 600 reais para serem enviados aos atingidos pelas enchentes no Nordeste. A ação continua, pois, como nos disse Emaús, em nome de todo o Movimento, queremos que os atingidos....


A conta bancária continua aberta para receber as doações. Informe aos seus amigos e parentes! Banco do Brasil - Ag. 3583-1 Vargem Grande Paulista c/c 11.203-8 – Titular: Movimento dos Focolares Mariápolis Ginetta.


UM ENTRELAÇAMENTO DE AMOR Durante um Congresso em 2008, de “Diálogo com pessoas sem referencial religioso”, aqui na Mariápolis, uma participante, tocada pelas experiências contadas, colocou-se à disposição para treinar jovens no artesanato em “rattan” (tecer com fibras vegetais) e prepará-los para o mercado, com mão de obra qualificada. Disponibilizou a sua empresa e seus funcionários para realizarem o curso aos jovens interessados para os quais se abre uma grande oportunidade para uma nova perspectiva de vida.

Na ocasião, disse: “devemos nos mobilizar para salvar os jovens antes que se enveredem para o mundo do álcool, da droga e do crime”. Essa experiência saiu do sonho. Já é realidade. Atualmente fazem parte do projeto 9 alunos, com tendência à expansão.


UM LABORATÓRIO DE CONVIVÊNCIA Muitos jovens se deparam com vários desafios: a globalização, a injustiça social, o encontro, o desencontro entre diferentes culturas e etnias. Para buscar uma resposta a estas exigências, nasceu um projeto: “Glocalcity”. Uma iniciativa que desabrochou há um ano, durante o seminário internacional para jovens, em Castel Gandolfo.

Até o dia 2 de agosto, jovens de vários países encontram-se aqui na Mariápolis Ginetta para uma imersão na realidade sócio-cultural brasileira, para capacitação ao diálogo e ao intercâmbio que gera a cultura da unidade. Está sendo uma experiência muito rica para todos. Haverá momentos de encontro com todos da Mariápolis.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Como responder com o amor ao Amor de Deus?

Na nossa mente se fixou a frase:
"Não quem diz: Senhor, Senhor entrará no Reino dos Céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai..." (Mt 7,21).
Portanto fazer a vontade de Deus é amar Deus.
Não significa "resignação", como muitas vezes se entende, mas a maior aventura divina que pode acontecer a uma pessoa; a de seguir não a própria vontade mesquinha, não os próprios projetos limitados, mas Deus.
Realizar o desígnio que Ele tem para cada um de seus filhos, um desígnio divino, inimaginável, riquíssimo.
A vontade de Deus é a pérola preciosa.
É a descoberta de um caminho de santidade feito para todos.
Todos a podem viver, em qualquer lugar, situação, vocação.
É o bilhete de ingresso das multidões à santidade.

Chiara Lubich